ACEITA UM CHÁZINHO?
CLICA NA JAPONZINHA
Por si só...


Caminha em estradas tortuosas
Quem sabe depois daquela curva...
Chega até ela e o que encontra?
Um novo trilhar para sua caminhada
Nesta nova estrada quem sabe
Encontrará a solução
Muitas pedras
Encontra no caminho
Algumas consegue superar
Enquanto outras a fazem tropeçar
Caiu...
Sente sua face tocar o chão,
Ralou...
Apóia suas mãos entre as pedras
Num suspiro
Levanta-se
Continua a procura
Em cada curva,
Uma nova estrada
Às vezes rosas
Outras só espinhos
Feriu-se...
Cicatrizam aos poucos
Suas feridas
O tempo passa
Já deveria ter encontrado
Nessa fase da vida...
Segue longe, muito longe
Bate em varias portas
Atravessa diversas curvas
Para...
Olha em sua volta
Nada vê...
Apenas a sua sombra
Sente que...
Sua procura está
Em si
No seu interior
Todo este tempo
E quanto tempo...
O segredo ali pertinho,
A solução de seus problemas
Podia tocar com as mãos,
Sentir...
Tudo só dependia dela
Tomou coragem
Um pouco de cada vez
Resolver por si só
Mesmo que tropece,
Que caia novamente
Mas tentou por si...
autora:Selma

22 comentários:

  1. Belo, belíssimo!
    Um beijo

    ResponderExcluir
  2. Um texto lindo e cheio de vida, beijos

    ResponderExcluir
  3. Muito lindo, profundo, tocante seu poema querida...que maravilhosa esta descoberta quando percebemos que tudo está em nós mesmos e que somos nós quem temos que fazer a vida acontecer do nosso jeito.
    Beijos e feliz dia, amiga
    Valéria

    ResponderExcluir
  4. Olá Selma, dificíl levantar as vezes mas são as pedras no caminho que ajudam construir nossos castelos de sonhos, materiais e sobretudo espirituais, belo texto! Uma terça abençoada p vc! Abçs

    ResponderExcluir
  5. Simplesmente lindo este poema. Após diversos dissabores se encontrou no mais profundo do seu ser.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Voltei com a intenção de segui-la, mas verifiquei no quadro de seguidores deste seu blog que já estou ali, tem algum tempo.
    Vou voltar mais vezes aqui.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. E assim seguimos nosso caminho...
    Belo texto!

    Saudações

    ResponderExcluir
  8. Minha querida!
    Que poema lindo... Amei!
    abraços! Uma linda tarde pra ti.

    ResponderExcluir
  9. Minha querida

    A vida é mesmo isso...cair e de seguida levantar e seguir em frente...profundo o teu poema...grande a tua alma.


    Deixo um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  10. É sua amizade que desejo lembrar para sempre e estará sempre em meu coração,
    mantendo-nos aquecidos, fortalecidos e segura de que nunca estarei sozinha.
    E é assim que eu guardo você
    Minha linda Amizade.
    E é assim que eu quero guardar...
    Como alguém que estará longe, mas sempre lembrará de mim.
    Obrigada pelo carinho nesse um ano de Viagem comigo.
    Obrigada por estar do meu lado sempre sem notar meus defeitos
    me aceitando como sou.
    Sei que deixo muito a desejar em responder a sua visita
    mais tenho cada amigo e amiga no coração.
    Me perdoe por levar uma unica mensagem para visita
    infelizmente minhas mãos não ajuda .
    Porem me sinto feliz e recompensada por todos entender minha situação.
    Na postagem tem uma presente desse dia tão feliz para mim
    ficarei feliz em encontra-lo no seu blog.
    Obrigada ,Deus esteja com todos nos nessa jornada
    que Deus me permita estar contigo por muitos anos ainda.
    Beijos e carinhos da afilhada e madrinha.
    Evanir
    Madrinha você esta de ferias??

    ResponderExcluir
  11. Poderia ser a história de qualquer um de nós...lindamente, poetizada!
    Lindo, "por si só..."!!!

    Beijinhos,
    da Lúcia

    ResponderExcluir
  12. Oi Selma,
    Realmente, antes de sairmos procurando caminhos e aventuras por esse mundão de Deus, precisamos conhecer "nossos caminhos" interior.
    Caminhos interiores e exteriores devem andar de mãos dadas.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  13. Texto lindo e intenso! Tô te seguindo! Te convido a me visitar e seguir também! Ótima semana! Bjão!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Querida Selma!
    Que Poema tocante!!
    Nossa grande e difícil caminhada a procura nos mesmo.

    ResponderExcluir
  15. Maria Selma,

    Uma delicia poética este teu poema!... as palavras emocionam!

    Beijos!
    AL

    ResponderExcluir
  16. Olá!! Texto lindo e bem profundo...desculpe a demora em vir conhecer o seu blog, não estava com tempo para visitar os blogs das amigas seguidoras. Mas estou aqui hoje e sempre que der eu volto, eu já estou te seguindo viu. Eu sou da foto da agulha.
    beijos e tenha um ótimo 2012

    ResponderExcluir
  17. Amiga
    Muitas vezes sou ferida pelos espinhos (outras pessoas) mas lhes desejo todo o bem mesmo assim porque eles não sabem o que fazem (o quanto me feriram, nem percebem)...
    Muitas vezes ou rosa e recebo rosas pelo caminho árduo, como VC, por exemplo...
    Bjm de paz e ótimo fim de semana

    ResponderExcluir
  18. Encontrar o próprio caminho, descobrindo-se, é ato de sabedoria. Chega com a experiência resultante de outras quedas, provocadas.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  19. Belo texto. As imagens, as palavras e as ideias. Parabéns.

    ResponderExcluir
  20. Querida amiga,

    ...e conforme ia lendo senti-me ali, como se cada verso fosse um pouco parte do que cada um de nós sente e não diz.
    E se olhássemosmos um pouco mais para o nosso interior, quanto mais engrandecidos nos sentiríamos!
    Lindo, lindo! Parabéns!
    Mui bjis

    ResponderExcluir
  21. Olá minha querida.... espero que o ano esteja começando com cores vivas e reluzentes... ano novo... nos aqui de novo.. e venho te desejar um doce domingo e uma semana de paz. Ah! em fevereiro minha Ilha estará completando 2 anos de renascimento e conto com você nas brincadeiras e na festança... breve deixo o convite. Um beijo enorme no coração.

    ResponderExcluir
  22. Está em você a sua felicidade, quem sabe... Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir